AIDA: saiba tudo sobre o conceito e como aplicá-lo


O que é o AIDA?

 

Foi-se o tempo em que achávamos que para vender mais e melhor bastava ter apenas persuasão, que era só convencer o consumidor de que seu produto era bom, e assim a venda estava garantida. Hoje, sabe-se que existe uma jornada a percorrer até que o consumidor se decida a comprar seu produto, ideia ou serviço.

 

Entender o significado dessas 4 letras é fundamental para que você seja bem-sucedido nessa empreitada:

 

  • A – Atenção: nesta etapa, você deve atrair seu cliente. Para isso, é necessário conhecer a persona, ou seja, hábitos, gostos, modo de viver e pensar do público-alvo. Descoberto seu objetivo, pense em como atraí-la. Quais canais pretende usar? Fará uso de cores, fontes estilizadas? Que tipo de conteúdo é o mais apropriado? O que realmente a pessoa deseja?;
  • I – Interesse: depois de conquistar a atenção, é hora de gerar interesse. Uma boa forma de conseguir é mostrar que você tem a solução para um problema que a pessoa precisa resolver. Lembra da persuasão de que falamos no início? Aqui, sim, é bem-vinda. É o momento de fornecer mais dados a respeito daquilo que você quer vender;
  • D – Desejo: neste momento, depois de gerar uma necessidade, fale mais acerca daquilo que você tem a oferecer. Explore suas potencialidades e atributos de modo que o cliente em potencial, seu prospect, chegue à conclusão de que é tudo o que ele precisa. O seu produto é a solução perfeita. Em resumo, venda o seu peixe;
  • A – Ação: agora que sua persona já conhece todas as vantagens em adquirir seu produto, é hora de motivá-la a tomar uma decisão. É a hora de transformá-la efetivamente em cliente. Para isso, use a estratégia denominada CTA (Call to Action). É muito comum vermos “ligue já”, “adquira agora” ou algo do gênero em publicidades. Mas sabe aquela promoção imperdível, um cupom de desconto? Também são convites, ou chamada para ação.

 

E termina por aí?

 

De modo algum! Lembre-se: após transformar seu prospect em cliente, é preciso fidelizá-lo. É hora de você surpreendê-lo e fazer algo a mais do que ele espera. O nome disso? Satisfação.

 

Saiba que manter um cliente custa bem menos do que conquistar um novo. Você não terá o trabalho de convencê-lo de que seu produto é confiável, uma vez que já o conhece.

 

AIDA no Marketing Digital

 

No Marketing Digital, você deve fazer uso de tudo o que há a seu dispor: conteúdo para blog, vídeos, banners, links para baixar e-books, webinars, meios e formas de pagamentos diversificadas, sem falar nas redes sociais.

 

Há um universo digital no qual a estratégia AIDA pode (e deve) ser implementada. Que tal começar fazendo isso hoje mesmo? (Olha aqui um exemplo de CTA).

 

Se ainda tiver dúvidas, não deixe de buscar a ajuda de um especialista no assunto.