Aproveitar a internet pode ajudar nas vendas de Natal de última hora

 

Dezembro é o principal mês de vendas para o varejo. Seja em e-commerce ou em loja física, milhares de pessoas buscam opções para presentear amigos, colegas e familiares. As vendas de Natal são o grande chamariz, mas as confraternizações também contribuem para a saga aos presentes. E mesmo em um ano bastante desafiador como o de 2020 a grande pergunta é: as últimas semanas do ano ainda vendem?

 

A Go Biz, agência especialista em implementação de e-commerce, afirma que sim. “As festas são um grande motivo de compra, inclusive para benefício próprio e, por isso, esse é um ótimo momento para as lojas criarem campanhas atrativas. A possibilidade de sucesso é grande”, afirmou. Especialmente as lojas virtuais têm um grande trunfo neste ano para as vendas de Natal, que nada mais é do que a opção de comprar de maneira remota e sem contato físico. “Embora a compra online já esteja consolidada há anos, a pandemia veio demonstrar sua essencialidade”, afirmou a Go Biz. Para a empresa, que tem como outra linha de expertise o marketing digital, com uma loja estruturada é possível desenvolver campanhas bastante assertivas, mesmo que em cima da hora.

 

Sempre tem os clientes que esperam os últimos dias do ano para efetuarem suas compras. A espera por melhores condições e a falta de tempo são exemplos disso. Nesse sentido, a Go Biz orienta que promoção relâmpago, opção de frete personalizada e parcelamento especial são exemplos de como atrair esses clientes. “Muito se fala sobre campanha pré-venda, ou seja, como atrair o cliente para depois ele converter em uma compra efetiva. Mas porque não fazer o caminho inverso? Se a empresa não investiu em um marketing assertivo até agora, esses últimos dias pode ser o momento de oferecer condições personalizadas e, em troca, coletar dados que possam ajudar a fidelizar o cliente para compras futuras”, orienta.

 

A agência explica que uma forma de fazer isso é solicitar dados estratégicos em troca de condições personalizadas. Assim, será possível concretizar a venda de Natal e ainda oferecer conteúdo para essa pessoa, até que ela volte a comprar, inclusive fora de datas sazonais. “Campanhas como ‘adquira agora e ganhe desconto’ ou ‘temos opções de entrega expressa’ podem ser exatamente o que o cliente precisa nesse momento e o que vai te fazer concretizar as vendas de Natal de última hora. Ofereça isso a ele e em troca, você pode solicitar e-mail e WhatsApp, para indicar novas oportunidades como essa”, afirma. A empresa reforça também a importância de se atentar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), deixando claro ao cliente para qual finalidade seus dados serão utilizados.

 

Para chegar nesses clientes, é possível fazer publicações nas redes sociais e divulgações no próprio site, até mesmo em forma de pop up. “Ativar o senso de urgência com frases como ‘últimos dias’ ou ‘últimas peças’ também pode ajudar”, ponderou a empresa que finalizou dando dicas às lojas virtuais. “Faça sugestões de produtos da loja que possam servir como presentes de natal para se aproximar do público, além de entrar de cabeça no clima natalino, se assim ainda não fez”.