Como criar um fluxo de nutrição para fazer os leads virarem clientes

Como criar um fluxo de nutrição para fazer os leads virarem clientes

Se você já está imerso nas estratégias de marketing, sabe que o e-mail é uma das melhores maneiras de converter leads em clientes e que o fluxo de nutrição é fundamental nesse processo. Há quem diga que essa é uma estratégia falha, quando na verdade é uma das que mais traz resultados positivos. Porém, apenas disparar e-mail sem qualquer tipo de planejamento pode tornar a sua estratégia de ouro apenas uma ação a mais.

 

Sem resultado, sem cliente e ainda correndo o risco de colocar a reputação da sua empresa em jogo. Esse é um risco muito grande quando o assunto é fluxo de nutrição. Quanto maior a empresa, maior deve ser também a preocupação em fazer um marketing assertivo e consolidado. Já ouviu falar de fluxo de nutrição de leads? Talvez não com esse termo, mas certamente você sabe o que é, ou mesmo, é até nutrido por alguma empresa com quem teve contato no passado.

 

O fluxo de nutrição de leads nada mais é do que encaminhar uma sequência de e-mails com o objetivo final de converter a pessoa em cliente. Mas calma! Não é porque a ideia é fazer com que ele vire cliente que você só vai encaminhar ofertas, muito pelo contrário. A ideia é justamente criar um relacionamento, uma confiança entre as partes, para que no futuro a pessoa se sinta segura e confiante de comprar com você.

 

O que faz com que uma pessoa crie confiança na marca?

As pessoas estão acostumadas a acatar coisas que são boas e importantes para elas. Se sua marca a ajuda de alguma forma, essa é uma maneira de criar um relacionamento que faz o lead virar cliente. Oferecer conteúdo relevante, descontos (dependendo do caso), dicas, alertas, notícias… As possibilidades são inúmeras, mas é fundamental estar atento a persona. Entender exatamente com quem está falando faz toda a diferença, pois os meios, o tipo de conteúdo e a linguagem devem ser totalmente adaptados.

 

Se a intenção é criar conexão, ela tem que começar pela primeira impressão. E aqui está uma verdadeira estratégia de inbound marketing.

Fluxo de nutrição dos leads

Além de atrair o lead por meio de uma landing page, é preciso qualificá-lo para entender se ele é realmente o seu público de interesse. Fazer perguntas prévias como cargo e o que ele procura encontrar com o conteúdo que você ofereceu ajudam a nortear esse caminho.

 

Para um fluxo de nutrição consistente, o planejamento é fundamental. Simplesmente jogar e-mail sem ligação um com o outro e, pior, que não são do interesse da pessoa podem acabar com toda a estratégia. Definir previamente os intervalos, bem como o conteúdo a ser abordado é a chave para o resultado.

 

Humanizar o conteúdo é a dica da vez. Muito se fala sobre isso, mas nem todo mundo consegue colocar em prática. Pessoas gostam de se relacionar com pessoas e não com máquinas. Por isso, personalize seu conteúdo, pergunte como quer ser chamado, encaminhe e-mails não formais para ganhar a confiança sem algo totalmente engessado e cansativo, como a troca de e-mails corporativos.

 

Conteúdos complementares

Para finalizar por hoje, além do fluxo de nutrição, aposte também em conteúdos complementares. Se o seu potencial cliente gostar daquilo que você tem a oferecer, ele pode querer mais. Deixar esse material disponível a ele no site, por exemplo, ajuda ainda mais no entendimento de que a sua empresa realmente está disposta a ajudar.

 

Por vezes, tantos termos e estratégias podem não caber no dia a dia da administração da empresa e é por isso que empresas como a Go Biz existem. Ficou interessado nessa estratégia? Entre em contato para conversarmos a respeito. Nos deixe ajudar você a fazer dos leads, clientes!