Mudanças de SEO na pandemia e o impacto nas estratégias de marketing

 

O SEO (Search Engine Optimization), muito conhecido entre os profissionais do marketing, foi uma das áreas afetadas pela Covid-19. Isso mesmo. As mudanças de comportamento do consumidor nas buscas do Google, durante o período da pandemia, afetaram diretamente uma série de estratégias, para as quais os experts da otimização de conteúdo precisam estar atentos.

 

Segundo o CEO da agência de marketing digital Go Biz, Ricardo Domingues, o mundo todo mudou, bem como o comportamento dos consumidores na internet, mudando o rumo do SEO. “A princípio, observou-se pelas estatísticas do Google Trends um volume muito grande de pesquisas sobre o vírus Covid-19 e sobre como se prevenir dele. Aos poucos, buscas relacionadas ao contexto em que as pessoas estavam, como home office e delivery, também começaram a aparecer”, pontuou.

 

De maneira geral, isso mostra que as buscas refletem o momento atual do consumidor. Aqui entra a importância de um bom SEO, pois, as respostas das buscas vêm dos resultados que o usuário tem acesso. Quanto melhor o trabalho de SEO, mais bem ranqueado o conteúdo fica e maiores são as chances de interação do usuário com ele. “Esse é o mecanismo do Google: entregar conteúdo de valor, de maneira precisa e rápida”, reforçou Domingues sobre a premissa do processo de SEO.

Quando os resultados de SEO começam a aparecer?

O CEO da Go Biz explica que se deve esperar um resultado a médio e longo prazo quando o assunto é SEO. “Porém, é importante ressaltar que o retorno é duradouro e muito mais econômico que a mídia paga”, salientou o especialista ao reforçar que se trata de uma estratégia paralela, a ser realizada em conjunto com outras.

 

Na prática, as buscas orientam muito o tráfego do site. Isso significa que conforme as pesquisas crescem em um setor, as chances do tráfego aumentar são grandes. E quando as buscas deixam de existir ele também tende a diminuir. Porém, o empresário do ramo afirma que existem outros fatores que podem impactar no tráfego do site, os quais precisam ser constantemente revisados. “Além do volume de buscas, o que pode influenciar na queda do seu tráfego é alguma penalização do Google por algum problema de SEO técnico, por exemplo”, disse.

 

Outro ponto a se atentar é que o Google está muito preocupado em oferecer conteúdo de qualidade para os usuários, o que indica qual página terá melhor performance. “Quanto mais informação relevante e didática o seu conteúdo tiver, melhor o alcance orgânico dele. Mais que divulgar seu negócio, tenha como premissa ajudar as pessoas a encontrarem soluções para suas dores”, alertou.

 

Por fim, Ricardo Domingues afirmou que é possível fazer dessa experiência do marketing na pandemia uma oportunidade de olhar para a área de maneira diferente e muito mais eficiente.

 

“Durante a pandemia, o uso da estratégia de SEO foi um dos únicos recursos para muitas empresas, em que o budget para o marketing teve que ser suspenso. Vejo isso como uma real oportunidade para os profissionais olharem com mais atenção para opções como essa, que trazem muito resultado. E quanto antes começarem, melhor”, finalizou.